Campanha alerta para o consumo de cigarro com crianças “fumantes”

O tabaco começou a ser cultivado pelo ser humano há oito mil anos e o seu significado real é algo como “nós estamos fumando”. Rodrigo de Jerez, navegador espanhol, foi o primeiro europeu a experimentar o fumo, e também, o primeiro a ser preso por fumar em público. A família de George Washington vivia do cultivo de tabaco, enquanto o sultão otomano Murad IV vestia-se de mendigo e pedia cigarro nas ruas. Quem desse a ele o tabaco, era decapitado. Cinco mil pessoas morreram em 14 anos.

Murad era oposicionista ao fumo.

O cigarro levou mais de 50 anos para conquistar o mundo. Hoje, essa droga vicia mais que cocaína e é o fator responsável por 90% das mortes causadas por câncer de pulmão. Cerca de 1,2 bilhões de pessoas são fumantes. Dos que decidem largar o vício, apenas 3% conseguem na primeira tentativa. A maioria dos fumantes apenas alcança sucesso após a quinta vez. Em 2010, o cigarro matou 10 milhões de pessoas no mundo inteiro. 80% nos países desenvolvidos.

Muitos são os estudos científicos que visam a criação de cigarros que não exalam fumaça, não fedem e que não sejam prejudiciais à saúde. Enquanto mentes brilhantes trabalham para que esse sonho se realize entre os fumantes, campanhas criativas levam até as pessoas (fumantes ou não) um choque de realidade. Literalmente.

Uma das minhas preferidas, é a “Smoking Kid”, campanha desenvolvida pela agência Ogilvy Asia. Nela, duas crianças, cada uma com um cigarro em mãos, se aproximam de adultos fumantes e perguntam se eles têm “fogo”. O espanto é imediato. Frases como “fumar é ruim, você deveria parar com isso” e “quando você fuma, você sofre de câncer de pulmão, enfisema e derrames”, foram ouvidas pelas crianças, que, ironicamente, perguntaram em resposta: então, por que você fuma?

403578

Antes de ir embora, cada criança deixa um bilhete para cada fumante. Nele, o recado: “você se preocupa comigo, mas por que não com você mesmo? Lembre-se que esse é o aviso mais eficaz para ajuda-lo a desistir. Ligue para 1600, número de emergência para parar de fumar”.

De acordo com a agência, a maioria dos adultos jogou fora seus cigarros e guardou o bilhete. Foi informado também, que houve aumento de 40% no índice de chamadas para a linha direta informada no bilhete.

Cientistas acreditam que um bilhão de pessoas morrerão em virtude do fumo até o final do século.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s