Morning person

Tim Armstrong, presidente-executivo da AOL, acorda às 5h todos os dias. Pula da cama assim que desperta. Ele inicia o dia com exercícios físicos e boas leituras. Informação é uma oportunidade de negócio. Por volta de 7h, começa a responder e-mails. O escritório dele fica a uma hora de casa. Ele tem um motorista e aproveita o tempo no carro para produzir. Sai do trabalho às 19h, chega em casa às 20h, janta e enaltece a comida preparada pela mulher, lê para os filhos e vai para a cama às 23h. Tim nunca gostou de dormir e acredita que a vida é muito empolgante para isso.

Alguém no mundo me entende.

Inúmeros são os artigos encontrados na internet que defendem a descoberta de que acordar cedo é uma atitude que caminha ao lado do sucesso. Estar em pé antes do sol nascer, correr, passar o café enquanto lê o jornal, trabalhar em projetos pessoais e ainda chegar cedo ao escritório. Há quem acredite, e estudos comprovam, que pessoas que “madrugam” e fazem isso sem queixa são mais felizes. Além de terem mais chances de sucesso e levarem uma rotina mais tranquila, quem acorda cedo é mais otimista, proativo, legal, estável, inteligente e de bem com a vida.

Tim Cook, CEO da Apple, acorda às 4h30min.

“I’m not a morning person” ganhou idolatria e hoje a frase é encontrada, principalmente, estampada em camisetas “de ficar em casa” e em moletons pelo mundo afora. Tudo a ver! Mas já há quem se atreva a usar a mensagem, onde quer que ela possa ser usada, na versão em que um singelo traçado é feito sobre o termo negativo da expressão, sem dó, nem piedade e, de preferência, antes do sol nascer.

Brett Yormark, CEO do New Jersey Nets, acorda às 3h30. Todos os dias.

Mariana Kalil, editora da Revista Donna, de ZH, também faz parte do time de pessoas que estudam melhor, pensam melhor, trabalham melhor e funcionam melhor pela manhã, e, por isso, amam acordar cedo. Ainda não enviei a ela um e-mail perguntando para qual horário ela programa o despertador, ou se ela precisa de um para levantar. Nem enviarei. Mas cito ela para contar que em um dos posts do blog da jornalista, Mari explica o que eu, e talvez outras pessoas, nunca conseguiram explicar: um provável motivo do porquê amar a manhã:

Se tem uma coisa que eu gosto é acordar naturalmente cedo, antes ou junto com o dia amanhecendo. Daquelas poucas e pequeníssimas coisas que fazem a gente mais feliz, sabe assim? Acordar antes de todo mundo, ter a sensação de que já larguei na frente do planeta, que estou com quilômetros de vantagem perante à correria rotineira.

Um valeu para a colega que, tão facilmente e simplesmente, elaborou uma resposta para todos os curiosos que perguntam por que ser uma “morning person” quando se pode dormir a manhã inteira (ou o dia inteiro) em um domingo: gosto de ter a sensação de que já larguei na frente do planeta. Sobre dormir o domingo inteiro, nem com a pior das dores de cabeça. Mari vai explicar e falar por mim mais uma vez:

Se tem algo que me tira do sério, que me angustia, entristece e beira quase à uma pequena depressão é dormir demais. Dormir demais no fim de semana, dormir demais nas férias, dormir demais em um feriado. Dormir demais. Não suporto dormir demais. Não suporto acordar e ver que perdi toda a manhã. Fico mal, mal, mal mesmo. Psicologicamente mal.

Sempre desconfiei que, além do nome, tínhamos mais coisas em comum, Mari.

Anúncios

3 comentários sobre “Morning person

  1. Pingback: Притча о том, как обстоятельства меняют людей

  2. Pingback: ПРИТЧА О ТОМ, КАК ОБСТОЯТЕЛЬСТВА МЕНЯЮТ ЛЮДЕЙ | Клуб Успеха

  3. Pingback: 8 atitudes para se tornar uma morning person | Mariana Fritsch

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s