Um bom canto francês para comer e beber em Porto Alegre

IMG_3650

Um dos meus lugares preferido em Porto Alegre é uma casa construída em 1920. Restaurada, hoje ela é famosa pelo estilo rústico e pelo charme que lembra um cabaré francês. As velas acesas nas mesas, vinho no inverno, música ao vivo durante um happy hour na área externa. Mas o que eu mais gosto é o croissant de tomate seco, rúcula, cenoura e cheddar, apelidado de Moulin Rouge.

No Menino Deus, é o número 433 da Coronel André Belo. A fachada do casarão sempre me chamou atenção pelo letreiro acima da porta de entrada, no qual um gato preto com olhar robusto e provocante desperta a curiosidade pelo lugar. Após começar a frequentar o Taverne Le Chat Noir, fui atrás da história e descobri que o bistrô é uma homenagem ao famoso cabaré francês Le Chat Noir, fundado em 1881. Cada detalhe do local nos remete a um pedaço de Montmartre, desde a decoração até o cardápio com toques inspirados nos tradicionais bistrôs da região.

Tem até um chat noir de verdade.

Em uma das vezes que visitei o Taverne, me deparei com um gato preto sentado na bancada do caixa, balançando o rabo e mantendo o olhar fixo em cada pessoa que por ele passava. Tem tudo a ver! Além da elegância do gatinho, o bistrô me cativou por oferecer um lugar aconchegante, com uma música gostosa e uma culinária simples, sem muita sofisticação, mas com um quê europeu. Os drinks estão entre os melhores que já experimentei na região do Menino Deus, e os preços agradam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s