Retrato: o olhar desse guri

Ibirubá, RS. Bairro floresta, retrato

Lorran, 11 anos.

Não acertei a grafia do nome de primeira. O guri esperava a próxima partida de futebol de areia, já com os pés dentro da quadra, quando recebeu o meu convite. Abandonou a fila de supetão. Nem precisei pedir para que sorrisse para a lente da câmera. De quebra, o olhar veio junto.

Ele tava era faceiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s